sexta-feira, junho 30, 2017

Dez mil demitidos por causa de WhatsApp no trabalho


O uso do aplicativo do WhatsApp tem ganhado cada vez adeptos. Mas quando os acessos a essa ferramenta ocorrem no trabalho recomenda-se bom senso. Do contrário, há risco de demissões como ocorreu com cerca de 10 mil profissionais no Estado.


Sarah Rosado, psicóloga. Foto: Dayana Souza

Essas demissões ocorreram no período de um ano, com base nos dados dos trabalhadores dispensados que constam no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Desse total, a psicóloga e especialista em pessoas e carreiras Gisélia Curry estimou que 5% dos desligamentos ocorrem por excessos ou por falar mal da empresa ou dos chefes no WhatsApp. Ela disse que também acontecem as demissões por causa das redes sociais.

Ela enfatizou que grande parte dessas demissões ocorre de forma velada, ou seja, o funcionário muitas vezes não é comunicado que esse foi o motivo do desligamento.

“O WhatsApp é uma realidade que não tem volta e virou uma ferramenta de comunicação até mesmo nas empresas. O problema é que ela requer cuidado, pois há várias situações em que ele tem destruído a imagem de profissionais.”

Ela explicou que antes era comum falar mal da empresa nos corredores, mas hoje eles utilizam o WhatsApp, em que tudo fica registrado. “E quando os chefes ficam sabendo, há uma quebra da confiança e o empregador não vai querer ficar com aquele funcionário.”

Um dos casos, segundo ela, é o de um funcionário que enviou as mensagens para um grupo falando mal da empresa sem perceber que enviava para o grupo errado.

Além de falar mal, Gisélia reforçou que há demissões pelo uso em excesso, o que gera uma queda na produtividade do funcionário.

Outro caso, retratado pela psicóloga e Coach da Suprema Soluções em Pessoas Sarah Rosado foi de uma jovem de 23 anos que trabalhava em uma empresa como editora de conteúdos. Ela estava no período de experiência e quando ia completar três meses, foi demitida.
Nessa empresa não era proibido o uso do aplicativo, mas o problema é que essa profissional não focava no trabalho e, com isso, não obteve o rendimento esperado.

E Sarah fez um alerta: “As pessoas acham que ao serem selecionadas estão contratadas e que não serão mais avaliadas. Pura ilusão! Por isso, recomendo bom senso quando o assunto é WhatsApp ou redes sociais no trabalho.”

Ver Fonte >>

HOJE TEM GREVE NO BRASIL

Professores, bancários e mais. Veja as categorias que devem fazer greve nesta 6ª

  • Sergio Moraes/Reuters
Do UOL, no Rio
As centrais sindicais e as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo convocaram uma greve geral no Brasil para esta sexta-feira (30) contra as reformas da Previdência e trabalhista propostas pelo governo do presidente Michel Temer (PMDB). A adesão ao movimento, no entanto, tende a ser mais baixa do que a registrada no primeiro ato, no fim de abril.
Confira abaixo as categorias que devem parar nesta sexta:

São Paulo

Os metroviários, que haviam anunciado na semana passada que participariam da greve, recuaram e decidiram, na noite desta quinta (28), não aderir à paralisação. Mesmo com a desistência, o sindicato da categoria afirmou apoiar a chamada greve geral de amanhã e convocou militantes para um protesto que vai acontecer às 16h, no vão livre do Masp, na avenida Paulista, região central de São Paulo.
    [ x ]
    Os sindicados dos motoristas de ônibus e dos ferroviários já haviam informado que não participariam do movimento. As centrais, no entanto, programaram atos na capital e no interior.
    Até o momento, confirmaram adesão à greve os bancários, petroleiros e professores das redes estadual e municipal de ensino.

    Rio de Janeiro

    No Rio, a paralisação será puxada pelos servidores públicos estaduais ligados ao Muspe (Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais), que irão realizar um ato às 17h na Candelária, no centro da capital fluminense.
    Os professores da rede estadual e de algumas escolas municipais e particulares também vão cruzar os braços junto com os técnicos e docentes da Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), UFF (Universidade Federal Fluminense), UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro) e Unirio (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro)
    Além deles, os bancários e petroleiros do Rio também decidiram parar nesta sexta-feira.

    Belo Horizonte

    Na capital mineira, o dia começa com um ato contra as reformas do governo Michel Temer às 9h, na Praça da Estação, na Avenida dos Andradas. Em seguida, os manifestantes caminham até a praça 7 e depois até a Assembleia Legislativa de Minas Gerais, no centro da cidade.
    Os funcionários do metrô de Belo Horizonte e de Contagem, na Região Metropolitana, também aderiram à greve.
    Os bancários da capital mineira e região aprovaram em assembleia a participação no movimento. O Sinpro (Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais), por sua vez, convocou todos os professores da categoria a participarem do movimento.

    Brasília

    Em Brasília, os rodoviários prometeram cruzar os braços.
    Além deles, também param os bancários e os professores ligados ao Sinpro-DF (Sindicato dos Professores do DF) e ao Contee (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino).

    Curitiba

    Na capital paranaense, o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de ônibus optou por não fazer greve, mas convoca todos os trabalhadores a participarem de um ato às 12h na Boca Maldita, no centro da cidade.
    Os bancários e professores, no entanto, prometem cruzar os braços.

    Porto Alegre

    O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários e Conexas do Estado (Sindimetrô-RS) decidiu paralisar a Trensurb por 24 horas, a partir da 0h. No fim da tarde desta quinta-feira (29), a empresa obteve liminar na Justiça garantindo o funcionamento pleno das 5h30 às 8h30 e das 17h30 às 20h30.
    Os ônibus, no entanto, devem funcionar normalmente.
    Os bancários e professores da rede pública e privada também prometem participar da paralisação.

    Recife

    Em Recife, participam da greve os professores da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) e os docentes e servidores da rede pública e particular.
    Além deles, os bancários, metalúrgicos, policiais civis, auditores fiscais e servidores federais da saúde e previdência social cruzam os braços.
    Motoristas, cobradores e fiscais de ônibus decidiram em assembleia na tarde desta quinta-feira (29) não aderir à greve geral desta sexta-feira (30). Apesar disso, a categoria deve participar do ato público na Praça do Derby, na área central do Recife, marcado para as 15h.

    Salvador

    Em Salvador, bancários e professores decidiram parar as atividades. Rodoviários resolveram não aderir, e os ônibus circulam normalmente. Dois atos estão marcados. às 16h, no Iguatemi; e às 15h, no Campo Grande.

    Fortaleza

    Em Fortaleza, rodoviários aderiram ao protesto, mas apenas parte da frota deve ser paralisada. Bancários e professores também decidiram aderir à mobilização nacional. O Sindicato da Construção Civil também resolveu parar e promete fechar canteiros de obras. Na capital cearense, o ato está marcado para 9h, na Praça da Bandeira.

    Natal

    Em Natal, rodoviários também anunciaram que vão paralisar as atividades, mas o TRT decidiu que pelo menos 70% da frota circule. Um ato está marcado para as 15h, na avenida Salgado Filho.

    Maceió

    Em Maceió, os rodoviários também decidiram aderir a greve, e os ônibus não vão circular entre 8h e meio-dia. Bancários e professores também param. Um ato está marcado para as 10h na Praça dos Martírios.

    João Pessoa

    Em João Pessoa, os rodoviários vão decidir individualmente sobre parar ou não nesta sexta-feira. Bancários e professores aderiram também à paralisação. Comerciários foram orientados a não irem ao trabalho, o que pode deixar lojas fechadas. Às 11h, as centrais sindicais devem participar de uma reunião no Parque da Lagoa.

    Aracaju

    Em Aracaju, o temor de greve e atos levou a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) a ir à Justiça. Nessa quarta-feira (28), proibiu atos que impeçam o funcionamento das lojas, além de vetar o fechamento de ruas e impedir circulação de ônibus. Às 14h, na Praça General Valadão, haverá um ato.

    Teresina

    Em Teresina, rodoviários decidiram circular com apenas 30% da frota de ônibus. Auditores fiscais, bancários e professores também vão aderir. Um ato está marcado as as 8h, na praça Rio Branco.

    Manaus

    Em Manaus, a concentração do ato está marcado para as 7h, na praça da Saudade, com caminhada pelas ruas da cidade marcada para as 9h. Às 16h está marcado um ato cultural unificado na Praça do Congresso.

    terça-feira, junho 20, 2017

    VERÃO 2018

    BIKINI PARA O VERÃO 2018 CONFECCIONADO DE ADESIVO, ESSA ONDA PEGA OU COLA, O QUE PODEREMOS CHAMAR LITERALMENTE DE ENVELOPAMENTO SOLAR  

    Fachin tira de Sergio Moro três processos contra Lula

    Agência O Globo - - Agência O Globo - terça-feira, 20 de junho de 2017

    O ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que três processos envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com base na delação de executivos da Odebrecht sejam retirados da Justiça Federal do Paraná e encaminhados a outros órgãos. Dois casos serão enviados à Justiça Federal do Distrito Federal e outro para a Justiça Federal de São Paulo. Fachin também determinou que um processo do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha seja enviado à Justiça Federal do DF, e não para o Paraná.

    As decisões de Fachin foram tomadas depois de pedidos feitos por Lula e Cunha. Eles não queriam que esses processos ficassem sob responsabilidade do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pelos processos da Lava-Jato. Na avaliação deles, tais processos não têm relação com os desvios na Petrobras, foco da operação, e por isso deviam ser encaminhados para outros juízes.

    Em um dos processos encaminhado à Justiça Federal do DF, o empreiteiro Marcelo Odebrecht, dona da empresa que leva seu sobrenome, contou que Lula usou sua influência no governo para favorecer a companhia em Angola. "Tratando-se, portanto, de fatos que supostamente se passaram na Capital da República, já que nesta eram travadas as discussões que eventualmente beneficiariam a atuação do Grupo Odebrecht em Angola, em detrimento, em tese, do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), devem as cópias dos termos de depoimento ser remetidas à Seção Judiciária do Distrito Federal para as providências cabíveis", argumentou Fachin.

    O outro trata de propina para as usinas hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau, no rio Madeira, em Rondônia. "Tratando-se, portanto, de supostos fatos que se passaram na cidade de São Paulo, na qual eram realizados os pagamentos, motivados, a partir de determinado momento, pelo prestígio do ora agravante na condição de Presidente da República - circunstância que atrai a competência da Justiça Federal (art. 109, IV, da Constituição Federal) -, devem as cópias dos termos de depoimento ser remetidas à Seção Judiciária de São Paulo para as providências cabíveis", escreveu Fachin.

    No processo enviado para São Paulo, dois executivos da Odebrecht - Alexandrino Alencar e Hilberto Mascarenhas - relataram pagamentos a José Ferreira da Silva, o Frei Chico, irmão de Lula, que receberia pagamentos em dinheiro da empresa. "Tratando-se, portanto, de fatos que se passaram na Capital da República e cometidos, em tese, no exercício de funções públicas federais, devem as cópias dos termos de depoimento ser remetidas à Seção Judiciária do Distrito Federal para as providências cabíveis", argumentou Fachin em sua decisão.

    No processo relacionado a Cunha, executivos da Odebrecht relataram que em 11 de fevereiro de 2015, quando ainda era presidente da Câmara, ele os chamou para sua residência oficial. Na ocasião, Cunha teria sugerido que a empresa contratasse a empresa de investigação privada Kroll para identificar inconsistências de dois delatores da Lava-Jato: Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef. O objetivo seria atrapalhar as investigações.

    "Logo, como os fatos narrados se passaram na Capital da República e supostamente se voltam contra investigação que tramita no âmbito da Justiça Federal (art. 109, IV, da CF/88), mais adequada se revela a remessa de cópia dos respectivos termos de depoimento à Seção Judiciária do Distrito Federal", disse Fachin.

    A possível extinção do chip de celular

    TECNOLOGIA


    O SIM card, conhecido popularmente como chip de celular, é uma tecnologia que pode estar a caminho da extinção. No lugar, empresas desenvolvem e apostam no eSIM, que deixaria de ser removível e seria incorporado diretamente nos celulares e outros aparelhos eletrônicos como notebooks e relógios que pretendam ter acesso à internet móvel. A ideia é que o eSIM seja compatível com várias operadoras no mundo todo, permitindo que o usuário apenas selecione quais são a empresa e o pacote de sua preferência, sem precisar visitar uma loja para retirar um chip novo.

    Ver Fontes >>

     
    Novo notebook da Microsoft só pode ser aberto destruindo o... 
     
    Leia mais...
     
     
    Samsung lança Galaxy J5 Prime no Brasil por R$ 1.000
     
    Leia mais...
     
     
    Facebook deve lançar séries próprias até o final do ano
     
    Leia mais...

    quarta-feira, junho 14, 2017

    WhatsApp vai parar de funcionar em alguns celulares

    REDE SOCIAL


    No final do mês de junho, o WhatsApp vai encerrar o suporte a alguns sistemas operacionais antigos. No início do ano, o aplicativo anunciou uma leva de sistemas ultrapassados, incluindo Android anterior ao 2.3.3, iOS anterior ao 7 e o Windows Phone 7. No entanto, outras plataformas foram poupadas e tiveram a aposentadoria adiada até o final do semestre. Veja o que muda a partir do fim do mês:


    sábado, junho 10, 2017

    Escritor Palmarense, Arantes Gomes do Nascimento lança Livro de Poesia Dialogo em Prosa

    POESIA

    .
    Arantes Gomes é Casado, professor, Pós Graduado em Língua Portuguesa, escritor, articulista,  cronista e pesquisador na área da linguagem.



    (...) Diálogo em Prosa retrata o comportamento coesivo ao fazer a interface entre os diversos gêneros textuais apresentados ao longo da obra, contextualizando,
    metalinguisticamente, a coerência, sob os vários aspectos sociais da língua.

    Nesse sentido, esperamos que o nosso leitor possa também interagir na obra para conhecer mais um pouco das vivências do escritor que tem como perfil literário em sua produção: a coerência.

    Arantes Gomes é autor dos seguintes livros:

    • Coerência ou Incoerência?
    Câmara Brasileira de Jovens Escritores, Rio de Janeiro RJ, 3ª ed. 2008;

    • Comunicação Sindical: uma interação dialógica entre Direção e Base, Edições Bagaço, Recife PE, 2015;

    • A Ética na Formação de Professores, Edições Bagaço, Recife PE 2015.
    É militante em movimento sindical, no segmento da educação. Servidor Público
    Estadual de Pernambuco e Municipal de Caruaru onde leciona a Disciplina de
    Língua Portuguesa na Escola Municipal Professora Laura Florêncio. Elaborou os
    Jogos Pedagógicos “Dominando a Acentuação Gráfica” em 2007 e “Desembaralhando Verbo” em 2008.

    Atualmente, ocupa o cargo de Vice-Presidente na Academia Palmarense de
    Letras – APLE, cadeira Nº. 5 - Patrono: Arthur Griz.




    quarta-feira, maio 31, 2017

    Bruno que faz dupla com Marrone dá vexame na Fenamilho

    MUSICA

    Bêbado, Bruno dá vexame em show


    O cantor Bruno, da dupla com Marrone, se apresentou na Festa Nacional do Milho (Fenamilho) 2017 aparentemente embriagado. Por vídeo divulgado nas redes sociais é possível ver o cantor enchendo um copo com uísque.
    Em seguida, Bruno oferece para Marrone, que está tocando sanfona. No entanto, o cantor rejeita o copo e Bruno continua oferecendo. O fato ocorreu na semana passada, em Patos de Minas.
    Após o show, diversos fãs postaram críticas no instagram da dupla. "O comportamento do Bruno foi de desrespeito com o público", escreveu um internauta. 
    Ao Diário de Goiás, a assessoria de imprensa da dupla informou que Bruno e Marrone não vão se pronunciar sobre o caso.
    VER fONTES>>>
    http://diariodegoias.com.br/entretenimento/60224-bebado-bruno-da-vexame-em-show

    sábado, maio 13, 2017

    Anitta no México

    FÉRIAS

    Veja fotos das férias de Anitta no México












    Anitta aproveitou uma folguinha na sua agenda para curtir "mini-férias" em Cabo San Lucas, na Península de Baja Califórnia, no México.

    Créditos: Reprodução/Instagram

    Sikêra Júnior viralizou geral.

    TV e Cinema

    Sikêra Júnior considerado o maior showman da atualidade em Alagoas, viralizou e ganhou fama nacional ao rogar praga nos maconheiros, agora defende gays em seu programa

    ReproduçãoSikêra Júnior
    Por Redação Virgula
    Em um vídeo publicado em seu Facebook no dia 24 de abril, Sikêra sai em defesa dos gays de maneira muito engraçada. No trecho do programa, o apresentador diz: “Eu quero ser gay. Pronto. E agora? E aí, o que que vai acontecer? Aí o cara vai dar em mim porque eu inventei de ser gay? VEM! Pra eu te rasgar no meio, fi da peste“.Sikêra Júnior é o maior showman da atualidade. O apresentador da afiliada do SBT em Alagoas ganhou fama nacional ao rogar praga nos maconheiros, dizendo que eles iam morrer antes do natal.

    video
    Sikêra depois diz que um agressor é “enrustido”. “Esse tá enrustido, não tá não? Sai do armário, meu filho”, diz o apresentador.
    No fim do vídeo, ele ainda dança “Bad Romance”, de Lady Gaga, depois de dizer que Anitta não é muito a sua praia.
    São quase dois minutos completamente imperdíveis:

    quarta-feira, maio 10, 2017

    O que a Petrobras vai fazer?

    ECONOMIA

    CARRO MOVIDO A ÁGUA, O MAIS NOVO COMBUSTÍVEL DO MUNDO

    video

    Lula diz a Moro que se for absolvido juiz tem que estar preparado para sofrer ataques

    POLÍTICA



    BRASÍLIA (Reuters) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira, na conclusão do depoimento que prestou ao juiz Sérgio Moro, que caso haja indicações de que será absolvido no processo a que responde na operação Lava Jato, as críticas ao magistrado vão aumentar.  Artigo Completo