quarta-feira, janeiro 14, 2015

Minorias nos Conselhos de Administração

DISCRIMINAÇÃO


As mulheres ainda têm uma presença bastante tímida nos Conselhos de Administração. Segundo o estudo da Repórter Brasil, com base nas 113 maiores grupos (lista que inclui empresas de capital aberto e fechado, holdings e o BNDES) do Brasil a partir do Anuário da revista Exame, são 971 conselheiros, sendo que 72 apenas são mulheres, ou seja apenas 7,4% do total. Cabe ressaltar que, no Brasil, as mulheres com ensino superior completo que têm entre 40 e 69 anos — faixa etária da maior parte dos conselheiros — correspondem a 54% da população economicamente ativa, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em relação aos dez maiores fundos de pensão do Brasil, são 79 conselheiros, sendo que nove são mulheres, ou 11% do total.