DESIGN GRÁFICA

DESIGN GRÁFICA

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Chuva secreta

LITERATURA


Chuva secreta


TRECHO
O ser humano 
não se repete. 
Somos banais e 
desimportantes, 
ainda que cada 
um se considere, 
em segredo, 
portador de uma 
misteriosa missão, 
protagonista de 
um destino ímpar. 
Não é verdade. 
Nossa trivialidade 
é inata. Contudo, 
por baixo da 
ordinariedade, 
somos, 
paradoxalmente, 
irrepetíveis, 
cada qual um 
molde perdido, 
cada qual um calo 
específico, 
doendo na infinitude.



Chuva secreta
Állex Leilla
Casarão do Verbo
158 págs.


Nenhum comentário:

Postar um comentário