terça-feira, maio 27, 2014

Xperia T2 Ultra Dual

Sony Xperia T2 Ultra Dual
Lançado no mercado brasileiro nesta terça-feira (27), o Sony Xperia T2 Ultra Dual chega com a missão de conquistar os usuários que fazem questão de uma tela de 6 polegadas, mas não estão dispostos a pagar mais de R$ 2 mil nas opções com configuração de ponta. Será que a novidade convence? Para um modelo intermediário, as impressões iniciais dizem que sim, mas com algumas ressalvas.

Com uma tela tão generosa, as dimensões do Xperia T2 Ultra Dual chamam a atenção logo de cara, obviamente. O modelo possui 165,2 mm de altura por 83,8 mm de largura, mas consegue amenizar este aspecto com uma espessura de 7,6 mm que, junto ao peso de 173 gramas, confere algum conforto em seu manuseio.

Só não podemos nos deixar enganar: tal como acontece com os demais smartphones de tamanho similar, continua não sendo das tarefas mais triviais transportá-lo no bolso da calça ou usá-lo junto ao rosto para atender a uma chamada.

Falando em chamadas, o modelo possui uma característica que agrada em cheio aos brasileiros, mas que não é comum em aparelhos deste porte: suporte a dois cartões micro-SIM. É daí que vem o “Dual” no nome.
Quem tem unha grande precisa ter cuidado ao retirar as bandejinhas dos chips
Quem tem unha grande precisa ter cuidado ao retirar as bandejinhas dos chips
No que diz respeito à tela, as suas 6 polegadas tornam mais agradável a visualização de imagens, vídeos e livros digitais, por exemplo, mas uma resolução de 1080p no lugar da combinação de 1280×720 pixels do aparelho certamente causaria uma impressão melhor.

As variações de brilho e contraste agradam, assim como as respostas aos toques, mas a sensação de que o Nokia Lumia 1320 – provavelmente, o concorrente mais direto do Xperia T2 Ultra Dual no Brasil – leva a melhor em todos estes aspectos é eminente.

No design externo, o grandalhão da Sony segue os traços que já são encontrados nos modelos atuais da linha Xperia, portanto, não decepciona. O mesmo não se pode dizer do acabamento: o plástico que reveste o aparelho parece ser um pouco frágil e os botões da câmera e do volume podem ser balançados facilmente com os dedos, dando a impressão de que poderão ser arrancados a qualquer momento sem muito esforço.
A lateral direita reúne os botões físicos e os compartimentos dos cartões SIM
A lateral direita reúne os botões físicos e os compartimentos dos cartões SIM
No lado esquerdo, apenas a entrada para microSD e a porta USB
No lado esquerdo, apenas a entrada para microSD e a porta USB
Tem mais: a tampa traseira (não removível) tem uma textura brilhante que, inicialmente, atribui ao dispositivo um visual interessante, mas poucos minutos de uso são suficientes para fazer com que você a encha de marca de dedos.
Prepare o paninho
Prepare o paninho
Com um SoC Snapdragon 400 formado por quatro núcleos Cortex A7 de 1,4 GHz e GPU Adreno 305, além de 1 GB de RAM, o modelo se sai bem nas aplicações mais comuns, como navegação web e execução de vídeos, embora tenha apresentado alguma demora na abertura de determinados aplicativos e na renderização de imagens.

A câmera traseira, de 13 megapixels e iluminação LED, não é a melhor que a Sony já produziu, mas é capaz de gerar boas imagens, especialmente em áreas bem iluminadas, além de gravar vídeos com resolução de 1080p. Soma pontos o botão de disparo, na lateral direita: o componente consegue deixar a câmera pronta para uso em dois segundos quando a tela de bloqueio está ativada, um período de tempo razoável.

Uma das vantagens de aparelhos grandes é o espaço disponível para baterias de maior capacidade. A Sony não fugiu à regra com o Xperia T2 Ultra Dual: o modelo conta com 3.000 mAh, o que deve ser suficiente para usar o smartphone com relativa intensidade o dia inteiro sem necessidade de recarga.
Xperia T2 Ultra Dual
Xperia T2 Ultra Dual
As demais especificações do Xperia T2 Ultra Dual incluem:
  • 8 GB de storage expansíveis com microSD de até 32 GB;
  • Wi-Fi 802.11n;
  • Bluetooth 4.0;
  • Câmera frontal de 1,1 megapixel capaz de gravar vídeos a 720p;
  • NFC;
  • 3G (ainda não se sabe se a versão com 4G será vendida no Brasil);
  • Android 4.3 Jelly Bean.
É claro que somente um teste mais elaborado poderá apurar a autonomia da bateria, assim como o desempenho do hardware e a qualidade da câmera do Xperia T2 Ultra Dual. Mas não se preocupe: já estamos com uma unidade do modelo em mãos e em breve publicaremos o review completo. É só aguardar