sexta-feira, 17 de maio de 2013

Governo promete entregar casas na Mata Sul depois de denuncia da Folha de São Paulo


Secretário de Planejamento promete entrega todas as casas da Mata Sul até março de 2014


PortalPE10 Informações: Jornalista Jamildo
Realizada depois de críticas em uma reportagem da Folha de São Paulo, no último domingo, a audiência pública sobre a Operação Mata Sul, que desenvolveu ações emergenciais e atua na reconstrução das cidades atingidas pelas enchentes na região desde 2010, foi prestigiada em peso por dirigentes estaduais.

O secretário de Planejamento, Fred Amâncio, detalhou o número de habitações que, em parceria com o Governo Federal, através do Programa Minha Casa, Minha Vida, já ficaram prontas e apresentou o cronograma atualizado de entrega das casas. Ele ressaltou que até março de 2014 todas as 15 mil casas serão entregues à população.

Para a prevenção de novas enchentes, o Governo está construindo cinco novas barragens na Mata Sul: Panelas II, Gatos, Igarapeba, Barra de Guabiraba e Serro Azul. “Esses conjuntos de obras ficarão escrito na memória de PE”, destacou Fred Amâncio.

O secretário Fred Amâncio começou sua apresentação corrigindo o nome da operação Reconstrução para Mata Sul. O gestor explicou que a operação foi realizada em duas etapas: as ações emergenciais e as de reconstrução de equipamentos públicos e de prevenção de novos desastres.

Em relação às medidas emergenciais, o secretário fez um balanço relatando desde o fato climático, as medidas de contingência tomadas, a força-tarefa criada, a montagem do Gabinete de Reconstrução, até as ações emergenciais realizadas, como o estabelecimento de acesso às cidades, a limpeza, o fornecimento de energia elétrica e abastecimento d’água, o abrigamento, a emissão de documentos e o pagamento de benefícios. Amâncio apresentou números, fotos e um vídeo sobre a maior operação já realizada do Estado.

O secretário de Planejamento falou sobre as ações de reconstrução, que entre outras coisas, recuperou e/ou construiu 71 pontes; 1.323 km de estradas vicinais; 281.365 m² de vias urbanas; 28 muros de arrimo, 63,13 km de rodovias, 123 bueiros; o novo Hospital Regional de Palmares, além dos hospitais municipais de Água Preta, Barreiros, Cortês e Jaqueira.

O deputado Waldemar Borges disse que as intervenções realizadas pelo Governo modificaram definitivamente a qualidade de vida das cidades da Mata Sul.

“As ações que estão sendo realizadas pelo Governo vão impedir novas enchentes e requalificar os espaços públicos. Estamos reconstruindo os municípios dentro de um novo padrão de qualidade no serviço público, desde o cadastramento até as obras físicas estruturais, que estão modificando definitivamente a realidade dos municípios atingidos.” enfatizou.

O deputado João Fernando Coutinho, autor da audiência, deu seu depoimento já que estava presente no fatídico 18 de junho de 2010 em Palmares e passou dois dias isolado, ajudando a população no resgate de vítimas.

 “É importante que PE saiba o que aconteceu lá e o que foi feitos nos primeiros dias e o quem vem sendo feito que está mudando aquela região. É preciso, contudo, bom senso e paciência para vislumbrar os resultados. Cerca de 2.632 casa já foram entregues, 1400 prontas para ser usadas e há 11.310 em obras, mas vale destacar que as unidades habitacionais não foram contratadas pelo Governo Estadual e sim pela Caixa Econômica Federal”, salientou JFC.

O evento contou com a presença dos secretários de Planejamento e Gestão, Fred Amâncio; da Casa Civil, Cel. Mário Cavalcanti; e de Recursos Hídricos e Energéticos, Almir Cirilo; do presidente da Cehab, Flávio Figueiredo; do secretário executivo de Gestão Estratégica, Jorge Vieira, e de representantes da Secretaria de Educação, Compesa e Defesa Civil.

O líder do Governo, Waldemar Borges, também participou da audiência, além dos deputados João Fernando Coutinho, Clodoaldo Magalhães, Sebastião Rufino, Aglaílson Júnior, Raimundo Pimentel, Ricardo Costa e Silvio Costa Filho.

Também participaram da audiência os prefeitos Carlinhos da Pedreira (Barreiros), Zé Baiano (São Benedito do Sul), Otacilio Cordeiro (Catende) e Julieta Pontual (vice-prefeita de Água Preta).

“Estava lá em Barreiros e recebi o governador. Ele disse que iríamos reconstruir e mesmo sabendo que reconstruir é mais difícil do que construir, mas a cidade tornou-se um canteiro de obras. Quando a destruição vem, não pede licença , nem autorização, mas já entregamos 1600 casas e hospital. As duas pontes ficarão prontas no final de mês”, explicou o prefeito Carlinhos da Pedreira.

O coronel Mário destacou que a ação imediata do governador foi essencial para reduzir os impactos da enchente e lembrou que não houve nenhuma denúncia de desvio pelo governo. “Lembro ainda que em 2011 tivemos outra cheia com prejuízos bem menores graças a ações do Estado”. O secretário aproveitou a oportunidade para avisar que o sistema de alerta agora será mais eficiente já que será via SMS.

Já para o secretário de Recursos Hídricos, Almir Cirilo, é o momento para construir uma nova Mata Sul. “Vamos criar um novo sistema de abastecimento de água em Jaqueira”, falou em primeira mão. Cirilo também salientou a conscientização para a retirada de famílias ribeirinhas e a dragagem do rio para ajudar no futuro controle de cheias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PALMARES URGENTE!