DESIGN GRÁFICA

DESIGN GRÁFICA

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Não quero guardar lembrança da sua morte, apenas lembrar que você viajou...

POLÍTICA

 QUEM MATOU EDUARDO CAMPOS?

Wikipedia - A maior enciclopédia digital diz que a caixa-preta é um instrumento de uso obrigatório e universal, e as autoridades aeronáuticas são unânimes quanto a sua utilidade e valor. Como resultado dos protestos dos pilotos e seus respectivos sindicatos em época imediatamente anterior à sua introdução, todos os equipamentos de gravação de voz ou CVR possuem um botão "Erase" (apagar), que permite, somente após um pouso normal, apagar todo o conteúdo gravado pelo equipamento, impedindo assim um uso inapropriado ou anti-sigiloso de suas gravações. “http://pt.wikipedia.org/wiki/Caixa_negra_Sistemas nos aviões”,

New York Times - Quando assassinos em massa assumiram os cockpits de quatro aviões norte-americanos em 11 de setembro de 2001, uma das primeiras coisas que eles fizeram foi desligar os transponders [equipamento de localização da aeronave] para que os aviões não fossem detectados corretamente pelos radares civis. “http://noticias.uol.com.br/internacional/ ultimas-noticias/the-new-york-times/2014/03/19/porque-sequestradores-de-aviao-ainda-podem-desligar-o-transponder.htm

G1 - A Força Aérea Brasileira (FAB), responsável pela investigação do acidente aéreo que causou a morte do presidenciável do PSB, Eduardo Campos, informou nesta sexta-feira (15) que já foram extraídas e analisadas por quatro técnicos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) as duas horas de áudio da caixa-preta do jato que conduzia o ex-governador pernambucano para o litoral paulista. Segundo a FAB, a gravação da caixa-preta do avião com prefixo PR-AFA não é do voo de Campos. “ G1 - http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/morte-de-eduardo-campos/noticia/2014/08/fab-diz-que-gravacao-da-caixa-preta-de-jato-nao-era-do-voo-de-campos.html”.

Marco Zero - Após as investigações iniciarem, algumas evidências já foram encontradas e estão sendo enviados para uma perícia superior. Quatro agentes da Abin foram presos por suspeita de bisbilhotar a vida do governador, todos estavam disfarçados de portuários. Nos últimos meses, a presidente Dilma Rousseff reacomodou no ministério partidários que havia demitido após denúncias de corrupção. Forçou governadores do PSB a minar planos do governador Eduardo Campos. Dilma como sucessora do ex-presidente Lula, está tentando montar a maior coligação eleitoral da história, para que os rivais não tenham com quem se aliar futuramente. Tudo é feito com as caras completamente abertas, assim como a volta dos “faxinados” PR e PDT à Esplanada, não sendo só isso, também há uma face clandestina no superior governista, que tem direito a espionagem por agentes de estado. Eduardo Campos foi um dos alvos dessa ação, devido ser considerado uma ameaça ao PT e à reeleição de Dilma. “http://marcozerope.com.br/indicios-de-que-eduardo-campos-foi-assassinado-e-aviao-sabotado/ “

O que a caixa-preta irá revelar sobre a queda 
do jato de Eduardo Campos?


Zero Hora
Em posse do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) desde a meia-noite desta quarta-feira, o gravador de voz do jato Cessna 560XL onde estava o candidato à Presidência Eduardo Campos irá revelar o diálogo na cabine de bordo nos minutos que antecederam a queda. http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2014/08/o-que-a-caixa-preta-ira-revelar-sobre-a-queda-do-jato-de-campos-4575276.html”

Dados técnicos da Aeronave:

Equipamentos de última geração - A aeronave era um Cessna Citation 560XL, prefixo PR-AFA, o mesmo utilizado pela cantora baiana Ivete Sangalo, e considerado um dos jatos particulares mais populares do mundo. 

A aeronave tem capacidade para 12 passageiros e velocidade máxima de 815 km/h. Pesa 9.163 kg, e pode viajar por 3.441 km. O jato custa cerca de US$ 9 milhões. A caixa preta do Cessna Citation 560XL fica localizada na cauda do veículo. A gravação de voz varia dos últimos 30 minutos a 2 horas de conversação. 

O veículo tem porte médio e é produzido pela americana Cessna Aircraft Company, em Kansas. De acordo com a Anac, o veículo estava no nome da AF Andrade Empreendimentos e Participações Ltda., sediada em Ribeirão Preto, e tinha certificado de aeronavegabilidade com validade até fevereiro de 2017, e a inspeção anual de manutenção venceria somente em fevereiro de 2015.

Performance igual a de um Boeing - Fabricada em Wichita, no Kansas (EUA), aeronave bimotor de porte médio atingia até 800 km/h em velocidade de cruzeiro e comportava até nove passageiros; interior luxuoso é diferencial.

Aeronave Cessna 560 XL: produzida em Wichita, no Kansas (EUA), aeronave é considerada segura e custa aproximadamente 10 milhões de dólares (13.08).

O jato executivo bimotor Cessna 560 XL, que transportava o candidato a presidente Eduardo Campos (PSB-PE) do aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, até o aeroporto de Guarujá, em São Paulo, pertencia a Cessna Finance Export Corporation e era operada pela empresa AF Andrade Empreendimentos e Participações LTDA, com sede em Ribeirão Preto, em São Paulo. O avião já havia sido utilizado pela comitiva do PSB para um fretamento anterior.

O modelo custa cerca de US$ 10 milhões. Fabricada em Wichita, no Kansas (EUA), a aeronave foi lançada em 1996 e possui alcance de cerca de 4 mil quilômetros, velocidade de cruzeiro de até 800 km/h e comporta, entre carga e passageiros, aproximadamente 3 toneladas.

“Sua performance é a mesma de um jato de grande porte, como um Boeing ou um Airbus. Ele atinge a mesma velocidade”, explica o comandante Paulo Villas, professor de Ciências da Aeronáutica da PUC-RS.

Para decolar, o modelo requer minimamente 3 mil pés ou 1.200 metros de pista – o que é considerado pequeno por especialistas. Sua envergadura é de 17 metros, e seu comprimento total é de 16 metros. Entre os equipamentos de segurança, o jato executivo contava com um TCAS, um sistema anticolisão de tráfego 


http://www.tribunadabahia.com.br/2014/08/14/especialista-traca-hipoteses-para-acidente-que-matou-eduardo-campos-2

Nenhum comentário:

Postar um comentário